Logo

Como a Samsung mudou a jornada de compra de 1 mi de pessoas com o YouTube

A internet viabiliza o alcance de marcas não só ao mercado global, mas a consumidores específicos, e grandes empresas de tecnologia, como o YouTube, são capazes de levar a mensagem certa para a pessoa certa. Apostando nessa estratégia, a Samsung conseguiu mudar a jornada de compra de mais de 1 milhão de consumidores com sua campanha dos novos smartphones Galaxy A no YouTube, que teve um alcance total de 6 milhões de visualizações.

O foco da companhia sul-coreana de eletrônicos foi atingir o público da geração Z (nascidos a partir de 1995).

Em vez de aplicar todos os recursos de uma só vez na divulgação, a estratégia foi adotada em ciclos, que tinham duração e investimentos iguais.

Com isso, a empresa ajustou semanalmente a sua estratégia para atingir um número cada vez maior de pessoas da geração Z.

A estratégia em fases e melhorada a cada etapa também causou um aumento nas pesquisas sobre a marca do Google (empresa que é dona do YouTube – ambas pertencem à holding Alphabet). As pesquisas pelo nome da marca no buscador duplicaram um mês após a veiculação da campanha, entre o final de junho e o começo de julho de 2021, em relação ao mesmo período de 2020.

O caso é um dos destaques do evento on-line Brandcast, do YouTube, o principal encontro com anunciantes da empresa.

Ciclos

A Samsung adotou quatro etapas principais para a otimização da sua campanha do Galaxy A no YouTube. A primeira foi a realização de um ciclo de investimento tradicional de lançamento de produto, apenas com a segmentação da audiência desejada na plataforma de vídeos.

A segunda fase se concentrou no uso de peças publicitárias direcionadas a consumidores que já estão muito perto do final do processo de decisão de compra. Já a terceira etapa foi voltada a públicos que se mostravam mais propensos a comprar um dos novos smartphones da linha Galaxy A.

Por fim, a última fase ampliou os formatos de divulgação adotados no YouTube. Com isso, a Samsung passou a usar tanto os anúncios de até 6 segundos de duração que não podem ser fechados (chamados pelo jargão de mercado Bumper Ads), quanto o formato True View for Reach. Este último utiliza recursos de inteligência artificial do Google que permitem um aprendizado automático, com base em dados, para que uma maior audiência seja alcançada pela campanha.

<span class=”hidden”>-</span>YouTube/Samsung/Reprodução

“Com a estratégia de data branding, conseguimos segmentar e customizar os conteúdos de acordo com o perfil de cada consumidor, ampliando a relevância da mensagem”, afirma, em nota antcipada para a EXAME, Juliano Fortini, líder de Digital, CRM & Data da Samsung.

Para Karina Santos, líder de negócios para a indústria de tecnologia do Google Brasil, o caso foi positivo na redução do custo de aquisição de usuários e no alcance do público-alvo devido à adoção de técnicas inteligentes de divulgação na plataforma. “O grande diferencial dessa campanha foi a orquestração de estratégias, o que permitiu que a Samsung realmente aumentasse a intenção de compra da linha Galaxy A”, diz.

Apesar da venda de assinaturas do YouTube Premium, que remove anúncios de vídeos, a publicidade digital é um grande negócio para a Alphabet.

No segundo trimestre de 2021, a receita dos anúncios só no YouTube foi de 7 bilhões de dólares, uma alta de 84% em relação ao mesmo período no ano passado. Em publicidade na plataforma geral do Google, usada em sites, o resultado foi ainda maior: 50,4 bilhões de dólares em faturamento.

Fonte

A notícia Como a Samsung mudou a jornada de compra de 1 mi de pessoas com o YouTube apareceu em Meio e Negócio.



Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Messenger icon
Send message via your Messenger App